Street Customs - Notícias, Carros, Fotos, Vídeos, Wallpapers, Hot Rods, Som Automotivo

Passat 1998 - Luxo na Medida

Black Friday Street Customs

Conforto natural e potência acentuada são a tônica para Passat 1998 de empresário paulista


O empresário paulistano Rodrigo Corbisier, 31 anos, certamente é um daqueles que sabe como valorizar as influências do passado para que isso ressalte de maneira positiva as suas predileções automotivas. Sua paixão pelos Passat surgiu com os casos contados 

e vividos por seu pai na década de 1970 a bordo de um “primo mais velho” desse carro, na época, almejado por muitos. 
Levando isso em conta, mas sem querer ficar estagnado única e exclusivamente no passado, Corbisier, que é atualmente proprietário da G&R Drag Racing (oficina de São Paulo especializada em alta performance automotiva), adquiriu um Passat 1.8T 1998 importado e, com o auxílio do especialista Rafaelle Ferraro, da RF Acessórios, logo usou sua experiência para arquitetar pessoalmente todo um projeto de modificações, em que buscou valorizar detalhes dos aspectos europeus dos automóveis de performance da Volks.
“Um Passat alemão é luxuoso por natureza. Não vimos necessidade em mudar muita coisa em aspectos de design. Então priorizamos mesmo a motorização forte, mas sempre com o cuidado de que o carro continue a ser prático para o dia-a-dia”, disse Corbisier.
Assim, o trabalho de customização foi o mais básico possível com a parte externa mantendo a maioria de suas características e a cor preta originais. Os faróis, no entanto, foram substituídos por modelos Inpro alemães, enquanto que as rodas deram lugar a modelos de aro 18, da HP Racing, equipadas com pneus Yokohama A Drive 235/40.  Por dentro, os destaques ficam para as soleiras personalizadas e fabricadas em aço inox exclusivamente pela RF, com o logo da G&R em relevo.

INTENSO
O conjunto de suspensão original do sedã, composto por dianteira independente com quatro braços oscilantes e amortecedores hidráulicos, molas helicoidais e barra estabilizadora e traseira semi-independente com braços combinados, foi todo retrabalhado com molas Eibach, que rebaixaram o carro em aproximadamente 3,5 centímetros. Os freios, por sua vez, receberam um upgrade com equipamentos de performance da RG Brakes de 350 mm.
O motor original Volkswagen 1.8T 20V a gasolina foi montado com bielas de alumínio BME, indicadas para gerar maiores acelerações e rotações em preparações desse tipo. Para acompanhar, os pistões de 83 mm são e da marca Ross. O sistema de injeção eletrônica original foi remapeado e teve intervenção do módulo do tipo ‘piggyback’ (sistema programável com software próprio), que altera as informações enviadas pelos sensores para o módulo original. Por fim, o filtro de ar é um K&N com abertura de 4” e o coletor de admissão é exclusivo e desenvolvido pela própria G&R. O cabeçote também foi retrabalhado para aumentar a performance do propulsor e o comando de válvulas ainda é o original.
Mas o resultado final da combinação que possibilitou ao Passat passar dos cerca de 150 cv para os 430 cv atuais (registrado em dinamômetro Dynojet) se deve, segundo Corbisier, ao sistema turboalimentado, utilizando turbo Master Power, além da implementação de um intercooler frontal e escapamento de 3.5”. Fatores que compõem uma combinação forte para alcançar a potência extra pela melhora acentuada de captação de ar frio em volume.

CHARME
Dentro do Passat alemão, as suas principais características de fábrica estão preservadas como o revestimento em couro dos bancos. A comodidade caprichada do bom espaço interno e dos itens de série como ar condicionado, iluminação temporizada e airbags para motorista e passageiro, são o que mais chamam atenção em uma primeira olhada.
O volante e os pedais são ainda os originais. Apenas a manopla de câmbio foi trocada por uma Volks modelo esportiva.
Mas aqui os detalhes também não foram esquecidos. Os pinos das portas em alumínio são peças fabricadas com exclusividade pela RF (modelo P0) e o painel recebeu uma nova instrumentação Auto Meter, com manômetros de pressão de turbo, óleo, conta-giros e hallmeter. Como complementos foram instalados equipamentos sonoros da DB Drive, com subwoofer e módulo no porta-malas e um kit duas vias na parte interna.
Como próximos passos, Corbisier revelou que pretende colocar freios com maiores dimensões em seu Passat para possibilitar uma melhor adequação do carro nas disputas das Track Days, provas devidamente regulamentadas e realizadas em autódromos, que possibilitam aos pilotos urbanos as emoções de acelerarem a vontade suas máquinas preparadas em um circuito fechado.

Texto Fernando Cappelli
Fotos Marcello Garcia


Há dez anos...

A família Passat, importada pela Volkswagen do Brasil em 1998 da cidade de Emden, na Alemanha, era composta pelo sedan e a Station Wagon Variant. Ambos contavam com opções de motorizações aspiradas e turbo de 1.8 litros, além de uma versão V6 de 2,7 litros, com potência, respectivamente, de 125, 150 e 193 cavalos, além de uma série de opcionais que também se destacavam pelo requinte e bom gosto.
As ambições e intenções da marca alemã em território nacional eram claras para as unidades dessa quinta geração do modelo. Novamente, o fato de o carro “ser importado” proporcionava na época um apelo mais chamativo para incentivar a alcançar um bom número de vendas. Assim, os 1.200 primeiros carros trazidos do Velho Continente foram vendidos rapidamente, motivando a importação de um novo lote de três mil unidades, até que a Volks fechou o ano com a marca de aproximadamente oito mil Passats vendidos no mercado interno. Seu carro teuto-brasileiro brigou diretamente pela preferência de mercado com modelos como o Fiat Marea e Marea Weekend, o Citröen Xantia, Ford Mondeo, Toyota Corona, Honda Accord, BMW Série 3 e o Peugeot 406.
  

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar


Visitantes Online

Nós temos 202 visitantes online

Sobre a Street Customs

A Street Customs Editorial produz títulos de qualidade que possam ajudar tanto os aficionados por automóveis customizados e preparados, quanto as empresas e profissionais que tanto trabalham para desenvolver produtos e serviços para este mercado.